Compras Online Plataformas Pagamento

Estudo da Matercard – Ecommerce na Europa 2017

Estudo da Matercard – Ecommerce na Europa 2017
5 (100%) 2 vot0s

Um estudo da Mastercard  “MASTERINDEX 2017 – ecommerce Pan-Europeu e novas tendências de pagamentos” feito a consumidores em mais de 20 países da Comunidade europeia, indica que o ecommerce (comércio electrónico) está acrescer cada vez mais na europa, considera que os europeus são ávidos compradores online e ecommerce deverá ter um crescimento de 45% até 2018, consolidando uma tendência de crescimento que se vinha já a verificar.
Um em cada quatro europeus com acesso à Internet comprou produtos ou serviços online, pelo menos uma vez por semana em 2016, um número um pouco diferente no mercado português, onde 43% dos portugueses compra produtos ou serviços online pelo menos uma vez por ano

Os artigos mais comprados online pelos portugueses, em sites de outros países europeus, foram Vestuário, calçado e acessórios (29%, uma percentagem inferior à média europeia que foi de 37%); Eletrónica (Câmaras digitais e de filmar, além de dispositivos áudio) com 26% de aquisições, percentagem bastante superior à média europeia que foi de 17% e livros; Cds, dvds e videojogos, comprados por 20% dos inquiridos, um número em linha com a média europeia (21%)
Ainda assim cerca de 31% dos portugueses inquiridos nunca compraram produtos online fora de Portugal.

mastercard ecommerce europa 2017

 

O ecommerce (comércio electrónico) têm um índice de aceitação elevado em toda a Europa, mas o estudo revela diferentes tendências de país para país, relativamente à frequência das compras, tipos de artigos e métodos de pagamento.

Os ingleses, os polacos, os lituanos e os italianos são aqueles que afirmam recorrer mais vezes ao ecommerce (comércio electrónico) na Europa, ao realizarem, pelo menos, uma compra online todos os dias (entre 8% e 9%).
Em relação aos métodos de pagamento, na República Checa, Alemanha, Países Baixos e Polónia, a banca online é duas vezes mais popular do que os cartões. Mas em países como o Reino Unido, França, Espanha, Irlanda e Itália, os cartões continuam a ser os métodos de pagamento preferidos.

A Estudo da Mastercard informa que o vestuário e o calçado são, de longe, a categoria mais popular (48% da média dos países europeus), seguida de compras de bilhetes (34%), eletrónica (33%) e livros (31%). Os britânicos que fazem compras online compram o dobro de artigos de mercearia online (33%) dos seus vizinhos “continentais” nos quais se incluem os holandeses (16%), os franceses (15%) e os belgas (13%). O estudo mostra ainda que a Finlândia (31%), a Suécia (22%) e a Noruega (22%) são os únicos países com mais de um em cada cinco compradores online envolvidos em jogos a dinheiro online.
O estudo analisou também os novos métodos de pagamento, como e-wallets, aplicações bancárias e utilização de códigos QR – apontando um forte potencial de crescimento. Os compradores online noruegueses (20%), gregos (20%), e finlandeses (19%) são os que mais utilizam estas soluções de pagamento.

Apesar das diferentes tendências de país para país, os europeus tendem a partilhar preocupações semelhantes com o ecommerce (comercio electronico). Uma delas é o receio da fraude, a qual é identificada como a maior barreira à decisão de comprar online em todos os países inquiridos. Destacam-se a Grécia (71%) e Espanha (64%) ou a Dinamarca (46%).
Mas o mais relevante para mim neste estudo são indicadores de crescimento do mercado ecommerce na Europa 🙂

 

Deixe um Comentário

Salesgull, lda Formulário de Contacto